Cuidado! Conheça as 5 consequências do mau uso do colírio

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

consequências do mau uso do colírio

Existe um ponto que une todos os médicos: automedicação não deve acontecer em hipótese alguma. Isso porque os remédios são desenvolvidos para combater doenças específicas. Eles podem atuar na diminuição dos sintomas ou exatamente na eliminação da causa ou agente provocador da doença. Quando o paciente toma o medicamento por conta própria, ele pode mascarar os sintomas da doença e ao invés de se curar, ele pode acabar sendo prejudicado.

Esse fato não é diferente para os colírios e doenças oftalmológicas. Entenda agora 5 consequências do mau uso do colírio.

1. Contaminações pelo compartilhamento do colírio

Os colírios são medicamentos e, na maioria das vezes, estarão em contato com olhos infectados por bactérias, vírus e até mesmo fungos. Por isso, é importante que eles sejam tratados como objetos de uso pessoal e que não aconteçam compartilhamentos desse medicamento entre pessoas diferentes. Mesmo que ambas tenham tido o mesmo diagnóstico, cada corpo reage ao tratamento de maneira diferente e pode acontecer a contaminação cruzada.

2. Piora do quadro devido a automedicação

Uma das piores consequências do mau uso do colírio é a piora do quadro original. Isso acontece porque a pessoa não é diagnosticada corretamente e busca a cura na automedicação. Nesses casos, os sintomas podem ser mascarados, ou seja, existe a percepção de melhora. Mas na realidade o quadro clínico pode ser piorado. Quando o uso do colírio é interrompido, os sintomas aparecem mais fortes e podem necessitar de intervenções mais severas.

consequências do mau uso do colírio

3. Surgimento de doenças dos olhos como consequências do mau uso do colírio

Existem consequências do mau uso do colírio que podem ser realmente desastrosas. Entre elas está o aumento da predisposição ao surgimento de úlceras na córnea. Isso acontece quando um antibiótico é aplicado por muito tempo e acaba prejudicando a imunidade do paciente.

Um quadro ainda pior que esse é o desenvolvimento da catarata ou até do glaucoma. O motivo por trás desses casos está no uso de anti-inflamatórios hormonais sem a devida orientação médica. Ou até mesmo desobedecendo essas orientações.

4. Colírios vasoconstritores podem prejudicar o coração

Para todo medicamento existem efeitos colaterais já esperados. E os médicos levam todos eles em consideração antes de fazer a receita. Por isso, quando não seguimos as orientações médicas, as consequências do mau uso do colírio podem ser bastante graves. Esse é o caso dos tratamentos com substâncias vasoconstritoras, que podem provocar doenças cardiovasculares se utilizados de forma incorreta.

5. O tratamento para o glaucoma que piora o quadro

Pessoas diagnosticadas com glaucoma devem pingar colírios diariamente para manter o controle da doença. Esse é um tratamento que necessita da medicação diária e que deve ser levado a sério. Entretanto, alguns pacientes querem tanto ficar bem que acabam pingando mais colírio que o necessário. A consequência disso é o aumento da pressão intraocular, o que piora o glaucoma.

A automedicação é uma das coisas mais perigosas que uma pessoa pode fazer quando está precisando de atendimento médico. Entre as consequências do mau uso do colírio estão a piora do quadro, inclusive do glaucoma. Também o surgimento de ulcerações na córnea, catarata, e até mesmo problemas cardiovasculares. Portanto, nunca use qualquer tipo de medicação sem antes ter sido atendido por médico e recebido a exata receita daquilo que você precisa.  

Você já teve algum problema de saúde cuja medicação era aplicada por colírios? Compartilhe sua experiência nos comentários!

Responsável técnico: Dr. Jorge Mitre | CRM: 28420

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×