Enxaqueca tem cura? Confira os tratamentos

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

enxaqueca

A enxaqueca é uma condição crônica que atinge o cérebro. É famosa pelas crises intensas de dores de cabeça pulsátil, geralmente acompanhada de náuseas, vômito, intolerância sonora e fotofobia.

Cerca de um terço das pessoas com enxaqueca experimentam a chamada aura. Ela é um sintoma neurológico que provoca alterações visuais. Existem casos de enxaqueca com aura, mas sem dor, o que leva os pacientes a acreditarem que estão com alguma patologia oftalmológica.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a enxaqueca atinge cerca de 324 milhões de pessoas no mundo. No Brasil o número chega a 15% da população, e é responsável por uma perda média de 4 dias de trabalho. Mais incidentes em mulheres, as crises costumam começar na adolescência e persistir por toda a vida adulta. Mas é possível reverter este quadro e viver sem enxaqueca.

Conheça os tratamentos para se livrar de vez da enxaqueca.

Medicamentos para o momento da crise

Apesar de causar crises com intensidade moderada à forte, as crises de enxaqueca podem ser combatidas com tratamentos sintomáticos por meio de analgésicos simples e de preço acessível. Apesar disso, é fundamental que o medicamento seja receitado por um médico. Isso porque ele indicará o analgésico adequado à sua condição física, respeitando seu histórico médico e familiar.

Medicamentos preventivos da enxaqueca

Por ser uma condição crônica, a enxaqueca deve ser tratada constantemente. Para tanto, existem medicamentos que atuam como preventivos das crises de enxaqueca. Eles trabalham para reduzir a frequência e intensidade das crises e também devem ser usados estritamente com receita médica. 

Esse tratamento será indicado com base nas características de cada crise, e pode ser combinado com o tratamento sintomático, quando elas acontecerem.

enxaqueca

Tratamentos alternativos físicos

Física e mentalmente é possível prevenir as crises de enxaqueca com tratamentos não medicamentosos. Essa é uma opção que deve ser indicada pelo médico neurologista e será executada por um fisioterapeuta. Entre as terapias usadas pelo fisioterapeuta estão a termoterapia, laserterapia, digitopressão, correção da postura e relaxamento muscular.

Acupuntura: alternativas sem efeitos colaterais       

A acupuntura é um tratamento terapêutico eficaz contra a enxaqueca e com alto número de adeptos. Sem a administração de substâncias químicas, ela tem sua origem na Medicina Tradicional Chinesa e consiste no estímulo de pontos específicos na pele. Assim como a fisioterapia, a acupuntura deve ser considerada como uma parte do conjunto de terapias indicadas pelo médico responsável.

Antes de mais nada, é fundamental consultar um médico para que o diagnóstico da enxaqueca seja feito corretamente.

O médico oftalmologista pode ser procurado devido aos sintomas associados à visão. Ele fará o exame completo dos olhos e acuidade visual com o objetivo de descartar outras patologias oftalmológicas que podem acometer os olhos. Por fim, fará o encaminhamento para o médico neurologista, que aprofundará o diagnóstico da enxaqueca e seu tratamento mais adequado.

É importante que a combinação entre os tratamentos sintomáticos, preventivos e alternativos sejam sempre sob orientação médica.

Você sofre de enxaqueca? Compartilhe suas experiências nos comentários e baixe o ebook gratuito “Cuidado com a saúde dos seus olhos! Um guia completo para manter a qualidade da sua visão por toda a vida”.

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×