Olhos lacrimejando: por que isso acontece?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

 

Olhos lacrimejando

Os olhos são órgãos que devem estar constantemente umedecidos. Por isso, existem glândulas específicas que trabalham na produção de lágrimas. Quando elas não funcionam bem, pode ser sinal de que algo está acontecendo, como é o caso da síndrome do olho seco, por exemplo. Mas o exato oposto também pode ser um problema. Isto é, quando a pessoa sente os olhos lacrimejando constantemente. Como tudo na vida, o ideal é ter um equilíbrio.

Se você sente seus olhos lacrimejando e não sabe se isso é normal, fique atento a este post. Preparamos uma lista com motivos possíveis para esse quadro.

A conjuntivite pode provocar o lacrimejamento excessivo

A conjuntivite é uma inflamação na conjuntiva, a membrana que reveste os olhos. Independente da causa dela — viral, bacteriana ou alérgica — os olhos lacrimejando definitivamente estão entre os sintomas mais comuns. Para saber se esse é o seu caso, é preciso avaliar se existem outros sinais. Por exemplo, a vermelhidão excessiva, produção exagerada de secreções (que muitas vezes colam os cílios durante a noite), coceira e até a sensação de areia nos olhos.

Rinites e alergias em geral

Quem sofre com rinite ou outros tipos de alergia já sabe quando uma crise está prestes a começar justamente por causa dos olhos lacrimejando. Isso acontece porque o organismo está se defendendo de um agente que o prejudica. Ele entende que algo pode afetar os olhos e se protege produzindo lágrimas em excesso. Nesse caso, a melhor solução é se afastar desses agentes e, em alguns casos, fazer o uso de anti-histamínicos receitados por um médico.

Olhos lacrimejando

Fotofobia também deixa os olhos lacrimejando

A fotofobia é uma sensibilidade aumentada à luz. Pacientes que sofrem com essa condição têm bastante dificuldade de manter os olhos abertos, as pálpebras fecham instantaneamente quando expostas a fontes de luz. Nesses casos, é muito comum sentir os olhos lacrimejando excessivamente. Isso porque eles sentem a luz como uma agressão e também se protegem dela.

Excesso de poluição no ar

Como você já deve ter percebido, as lágrimas são importantes sistemas de proteção dos olhos. Elas conduzem corpos estranhos para fora dos olhos e impedem que eles sejam prejudicados. Por isso, é natural que em lugares excessivamente poluídos aconteça um lacrimejamento fora do normal. Isso pode acontecer por causas artificiais, como quando estamos perto de indústrias ou pilotando a churrasqueira. Ou também por causas naturais, como quando há uma ventania na praia e a areia chega ao seu rosto.

Irritação nos olhos provocada pela fadiga

Quem já trabalhou até tarde na frente do computador provavelmente conhece essa situação. Os olhos lacrimejando, ardendo e até avermelhados. Isso acontece devido a uma irritação por fadiga. Ou seja, eles estão sendo usados em excesso e começam a responder ao cansaço. Nesses casos, a melhor coisa a se fazer é descansar os olhos e deixar o trabalho para depois. A sua produtividade também agradecerá, pode acreditar.

Ter os olhos lacrimejando é uma condição natural do organismo. A produção de lágrimas existe para que eles fiquem constantemente umedecidos e protegidos contra agentes externos. Mas quando isso acontece excessivamente, é sinal de que algo está errado. Essa pode ser uma condição passageira e resolvida facilmente, como no caso da irritação por fadiga, por exemplo. Mas se o problema persistir, a melhor coisa a fazer é consultar um médico oftalmologista para que você seja diagnosticado e receba tratamento.

Você já passou por alguma dessas situações que descrevemos? Conte nos comentários como resolveu esse problema.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×